TVI / Facebook
A Cofina SGPS anunciou este sábado ter chegado a acordo com a espanhola Prisa para comprar a totalidade das ações que detém na Media Capital, valorizando a empresa em 255 milhões de euros.

Em comunicado enviado à CMVM, a Cofina adianta que, na sequência da celebração, no dia 20 de setembro, de um contrato de compra e venda de ações com a Prisa para a compra de ações da totalidade da Vertix SGPS, que detém 94,69% dos direitos de voto da Media Capital, a dona do Correio da Manhã vai lançar uma Oferta Pública geral e voluntária de aquisição (OPA) sobre a totalidade das ações da dona da TVI.
“O objeto da oferta é constituído pela totalidade das 84.513.180 ações ordinárias, escriturais e nominativas, com o valor nominal de 1,06 euros, representativas do capital social e dos direitos de voto da sociedade visada”, refere a Cofina.
A empresa proprietária do Correio da Manhã e do Jornal de Negócios fica com a totalidade de ações da Vertix, que por sua vez detém 94,69% dos direitos de voto da Media Capital, dona da TVI.
Em comunicado, a Cofina considera que a compra da Media Capital “garante a existência de um grupo de media independente e capaz de reforçar o papel que os meios de comunicação social têm enquanto pilar essencial” na democracia.
“Esta aquisição enquadra-se na visão que a empresa tem para os media e afigura-se como a que melhor é capaz de garantir o seu crescimento e a sua sustentabilidade, e está em linha com a tendência global para a consolidação do setor dos media nos últimos anos”, dia a administração da Cofina, em comunicado enviado à agência Lusa.

“O novo grupo Cofina constituir-se-á como uma plataforma mais competitiva capaz de assegurar aos portugueses uma oferta diversificada de conteúdos de informação e de entretenimento, através da imprensa, televisão e rádio, seja ‘offline’ ou ‘online’”, acrescenta o comunicado.
A 15 de agosto, depois de a CMVM ter suspendido a negociação dos títulos da Cofina e da Media Capital o CEO da Cofina, Paulo Fernandes, tinha assinado um memorando com a Prisa para garantir condições exclusivas para aquisição de todo o grupo proprietário da TVI.
A Cofina é dona do Correio da Manhã, CMTV, Jornal de Negócios e Record, entre outros meios de comunicação social, tendo já mostrado interesse em estar presente no mercado de televisão aberta.
Além da TVI, canal generalista de sinal aberto, a Media Capital detém mais 5 canais de televisão, a plataforma digital TVI Player, o portal IOL, e uma forte presença nas rádios, com destaque para a Rádio Comercial.
A saída de Rosa Cullell da administração do grupo Media Capital terá marcado o início das negociações, que terão sido precipitadas pela recente perda de audiências e desvalorização da TVI no mercado.
A estação de televisão, em forte quebra de audiências, era líder do mercado português – e o maior ativo da Prisa no nosso país – quando a Altice tentou comprar o grupo Media Capital.


Source link

NOTÍCIAS FINANCEIRAS
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *